Página Web



Insurgente: Um show de efeitos!

Fim de semana tá aí, e um cineminha sempre é uma boa opção né? Principalmente em semana de super estreia, como foi a do filme "Insurgente". Se você está querendo ir assistir ao longa, dá uma olhada na resenha aqui do blog...

Insurgente é o segundo filme da franquia "Divergente" e estreou nesta quinta-feira (19). Baseado na trilogia da escritora Veronica Roth, o novo filme nos apresenta muita ação e violência em cima do romance que envolve a obra.

No primeiro filme somos apresentados a um cenário distópico, onde a cidade de Chicago está totalmente destruída e é cercada por uma muralha. Brevemente entendemos que os humanos são divididos em cinco facções:  Abnegação (os altruístas); Amizade (os pacíficos); Audácia (os corajosos); Franqueza (os honestos); e Erudição (os inteligentes). No decorrer do filme vamos entendendo que existem pessoas que não fazem parte de nenhuma facção e não podem ser controlados, os chamados Divergentes, que são considerados um perigo para o sistema.


Insurgente começa exatamente onde terminou o primeiro filme. Depois da Erudição recrutar a Audácia em busca do poder, os divergentes Tris Prior (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) junto com os fugitivos Caleb (Ansel Elgort) e Peter (Miles Teller) correm pela mata até encontrarem ajuda na facção Amizade, mas claro que eles não conseguem se esconder por muito tempo.

No filme iremos descobrir uma caixa com todos os símbolos das cinco facções gravadas nela. Nessa caixa está a mensagem deixada pelos fundadores para a cidade e ela só conseguirá essa mensagem com a ajuda de um Divergente muito forte. Para abri-la, o Divergente precisa passar pelas simulações das cinco facções.

Apesar de ser uma adaptação bem diferente do livro, o filme vale muito a pena. A crítica social em volta da história está mais interessante nesse filme. O destaque nos personagens femininos é um ponto alto na série, temos uma heroína determinada e que apesar de estar em conflito com seus sentimentos, não se perde em nenhum momento, está sempre buscando aquilo que acredita.


Com uma ótima trilha sonora e efeitos excelentes, as cenas de ação foram bem produzidas. Mas a verdade é que Insurgente nos mostra que a saga não é apenas sobre os conflitos de personagens que não se enquadram na sociedade, ela vai muito além disso. Com cenas fortes de suicídio, assassinato com crianças testemunhando, poças de sangue e vários tiros na cabeça o filme passa uma lição de superação e aceitação.

Insurgente serve de base para a continuação da saga, "Convergente Parte 1" está previsto para chegar nos cinemas em 18 de março de 2016.

Esta resenha foi feita pela Mari (@ornelasmariana16): amiga, apaixonada por cultura e colaboradora aqui do blog! ♥




Postar um comentário