Página Web



Ei, você! Seja feliz!


Era um dia normal pra mim, mais um dia em que, como em qualquer outro, eu pensei em você quando acordei. Fazia isso sempre, desde quando te conheci, e, de alguma forma, eu esperava um futuro para nós: uma estrada onde a gente pudesse caminhar juntos. Eu sei que você nunca me deu esperanças de algo sério, mas é que eu sou meio bobo, sabe? Acredito nas histórias de amor da Disney, e acho, erroneamente, que um dia vou viver uma igual. Digo erroneamente porque contos de fadas não existem na vida real. 

O meu dia estava indo bem, até quando eu me deparei com a notícia na minha timeline: você estava namorando... E essa pessoa não era eu, era outra. E parece que, de uma hora pra outra, aquela ensolarada tarde de segunda-feira ficou nublada, e essa nebulosidade era só dentro de mim. Eu não queria aceitar aquilo, porque eu gostava muito de você, em uma intensidade que eu não deveria, mas que não consegui controlar. A gente não manda no coração, né? Ele simplesmente se apaixona, mesmo com vários obstáculos claros na nossa frente.
 
Eu achei, por um momento, que não ia suportar conviver com aquela dor, com aquele vazio que tinha surgido dentro de mim, mas eu não me deixei abater - não deixo mais - porque eu já estou calejado, meu coração já foi remendado várias vezes, não é mais uma decepção que vai parar ele não. Se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida é que dor de amor passa, e o remédio para isso é fácil de conseguir, chama-se tempo. E, com uma dose de paciência, ele é tiro e queda.
 
E,  hoje, veja só, outra segunda ensolarada, e eu estou bem: estou sorrindo. A brisa no meu rosto e a água do mar nos meus pés estão fazendo eu me sentir revigorado... Eu superei, e falo isso com muita certeza. Eu ainda lembro de você (é claro!), mas a memória é boa, o sofrimento acabou. Você foi uma pessoa sincera, o envolvimento foi culpa só minha. Hoje, eu lembro dos nossos momentos, sorrio e penso: VOCÊ FOI FODA. Obrigado pelos ensinamentos.
 
Eu espero, de verdade, que você seja feliz no seu namoro. De uma forma louca, saber que você namora me conforta, porque antes eu ficava angustiado,  pensando no que você estava fazendo numa sexta-feira à noite, e, agora, eu simplesmente sei. E (na boa!) espero que você esteja feliz, você merece pra caramba.
 
Eu vou continuar aqui, acreditando no amor  já me disseram que isso é muito bonito, e eu não quero perder essa capacidade não. Eu te desejo felicidades, porque, de qualquer forma, você me fez bem.
Amar é respeitar, torcer, gostar e, principalmente, admirar. E eu te admiro, afinal, mesmo sem saber, você foi o tipo de pessoa que me ensinou muito e me fez amadurecer nos relacionamentos. E é isso o que vale: cabeça leve, coração aberto e aprendizados que a gente leva pra sempre em nossas caminhadas!




Postar um comentário