Página Web



Mesa de Bar: Ciúmes nos Relacionamentos


Essa semana o tema da coluna pode ser muito comum para alguns, e ainda, muito chato para outros. Mas, é o tipo de coisa que sempre aparece na nossa vida em algum momento. Vamos de:

Ciúmes nos Relacionamentos 

Vamos ver o que as meninas dizem sobre o CIÚME...







O Ciúmes, para muitos, é essencial, porque demostra um certo carinho e preocupação pela pessoa amada. Eu, particularmente sou bem ciumenta - já fui daquelas loucas possessivas, tipo Taylor Swift em Blank Space HAHAHA - mas hoje sou bem mais tranquila.  O ciúmes é algo inevitável; ninguém quer que ele apareça! Ele é um conjunto de sentimentos que não da para explicar... Só quem sente sabe e, sabe também o quanto é ruim quando o mesmo é exacerbado. Já diz o ditado: "tudo que é demais, estraga; o equilíbrio é a perfeição".  Então, pra quê perder tempo pensando na ex do seu parceiro; com quem ele ta conversando no whatsapp ou se tem algum inbox suspeito no facebook?! Eu já fui muito assim e de verdade, NÃO VALE A PENA! Quem quer trair, trai, independente do lugar, hora e local. A sua "pré-ocupação" com estes e mais um monte de coisas que o coração não vê, mas a paranoia inventa, só tende a te fazer mal. E vai por mim, você não merece abdicar-se de um segundo de prazer da sua vida para ficar mal com isso. 

Sentir um "ciuminho" é bom e até saudável. Todo mundo gosta de ter o que ama por perto e com você, não seria diferente. O ciúmes tem sim o lado admirável, e eu realmente acredito nisso! Ter ciúmes daquilo que se tem e, até mesmo daquilo que não se tem, é normal; é sinal de que você se importa. Eu tenho ciúmes do cabelo, da pele, do olhar, do cheiro e, principalmente do abraço, porque - mesmo que por um segundo -  aquele outra pessoa está segurando em seus braços, tudo o que é meu por inteiro. 







Em diferentes momentos da minha vida tive contato com o ciúme. Ora por imaturidade, ora por aquele desespero desmedido e incontrolável que percebemos num piscar de olhos. O ciúme vem manso e cresce dentro da gente sem que ninguém se dê conta. Junto daquela sensação de que "é seu", de que "você pode", e de que "o outro deve". Na verdade, o ciúme é um alerta de calma. É um termômetro para aquela hora em que colocamos as mãozinhas no colo e paramos pra pensar em como raios estamos conduzindo nossas relações. De amizade, de amor, de família, de trabalho etc.


Relações são trocas, não doações gratuitas. E o que se aprende numa relação é aquilo que não dói. Que flui tranquilo, que impressiona pela leveza, pela simplicidade. Enquanto o ciúme for uma demonstração da necessidade de "ter", não haverá teórico e prático que me convença de que há níveis saudáveis do sentimento. Pra contornar o temido mal, mais confiança, mais segurança, mais abraços, mais olhos nos olhos, mais amor. (a você, ao outro, à natureza, aos animais, aos objetos e a tudo mais que te faça sorrir.) 







Pode ser bobeira minha, mas eu acredito naquele velho clichê de que o ciúme nada mais é que o medo de perder e que está ligado a falta de confiança, seja em si mesmo ou no outro. Que atire a primeira pedra quem nunca passou por uma crise de ciúmes, não só em relação a namorado, mas com família, amigos e até mesmo coisas materiais. É inevitável, como ser humanos temos o medo de perder, e isso é natural, portanto se você nunca passou por isso, em algum momento da sua vida esse “medo” vai surgir naturalmente. Porém, o mais complicado nesse assunto é saber lidar e em alguns casos, controlar o ciúme.

E digo isso por experiência própria, passei alguns anos sem saber controlar meu ciúme, várias vezes briguei com alguns amigos e perdi possíveis relacionamentos por conta desse meu descontrole, até que um dia eu cheguei à conclusão que as minhas crises de ciúme nunca resolveram nada. A situação fica mais fácil quando a gente passa a entender que ninguém é de ninguém, você sentindo ciúmes ou não, a pessoa pode ir embora a qualquer momento porque ninguém entra na nossa vida assinando um contrato de permanência para sempre. O ideal a se fazer é parar e pensar com calma, se realmente existe um motivo para seu ciúme. Converse com a pessoa e explique o que te faz se sentir assim em relação a ela. Quando você está bem consigo mesmo, você não encontra tempo para sentir medo de perder, se ame em primeiro lugar, assim você se sentirá seguro sempre. O melhor conselho que já recebi e sempre passo a diante é confiar em si mesmo.







Eu sou o tipo de pessoa que acha que quem não sente ciúmes, não gosta de verdade. Se você gosta, você vai ter pelo menos um pouco desse sentimento e pelo menos uma vez na sua vida. Isso é fato! A questão é que algumas pessoas sabem lidar melhor com ciúmes, outras não... Falar sobre isso, ao mesmo tempo que é muito fácil, é muito difícil por que varia de acordo com o relacionamento. É muito fácil julgar o sentimento do outro, quando no nosso caso fazemos o mesmo ou pior. Cada um sabe onde o calo aperta, incomoda e machuca. Eu sou totalmente CONTRA e sinto vontade de ficar horas e horas discutindo com pessoas que dizem que ciúmes é falta de confiança. Onde já se viu isso? O problema do ciúmes, às vezes, não é nem o seu parceiro, mas sim as outras pessoas. A expressão que define ciúmes, pra mim, é "medo de perder". Não é que você não confie em você, no "seu taco", realmente não é questão disso.
   
Minhas experiências com ciúmes não são muito boas, eu sou extremamente ciumenta e muitas vezes chego a ser possessiva. Quando não estou sentindo isso, eu consigo enxergar que eu preciso mudar e lidar melhor com esse sentimento, mas quem disse que eu lembro disso quando sou tomada pelo medo de perder quem eu realmente amo e quero por perto? Quando alguém sente ciúmes de mim, primeiramente eu acho legal, por que eu acho que mostra que a pessoa gosta de mim de verdade, mas depois eu penso que ela deveria aprender a lidar melhor com isso. Há quem diga que ciúmes não mostra se o sentimento é real, por que muitas vezes a pessoa só quer sentir "a posse", mas eu acredito que ninguém faria questão de sentir e demonstrar ciúmes só para "marcar território".

E você é muito ciumento (a)?! Concordou mais com qual das meninas?! O ciúmes é um assunto que merece reflexão, controle e até conhecimento ;)

Semana que vem elas voltam!




Postar um comentário