Página Web



Mesa de Bar: O amor próprio e suas vantagens!


E aí, galera. Como vão? Essa semana as meninas estão falando sobre um assunto que eu particularmente adoro e sempre defendo ele por aí. O tema da semana é:

O amor próprio e suas vantagens! 

Vamos ver os textos das meninas... 







O amor próprio, assim como tudo na vida, tem - pelo menos - dois lados. Ele pode ser escudo e arma, quente ou frio, preto ou branco. Mas, independente de como você usá-lo ele é, e sempre será essencial e intransferível. Ninguém tem de si mesmo um amor maior do que se ter; e o amor próprio é isso: gostar de você mesmo acima de qualquer coisa.
Muito se fala em "estar bem e as coisas vão bem" e isso é mais pura verdade! Quem se ama, ama o outro. Quem se admira, admira outras pessoas, e quem está feliz consigo mesmo é plenamente capaz de fazer alguém feliz. Talvez o amor próprio seja isso, um amar primário, que desperta os amores secundários, terciários e por aí vai. Não importa quem você ama, ame-se e tenha um romance para vida inteira (Oscar Wilde). 







Fácil confundir com orgulho (cuidado!), difícil lembrar quando o coração nos cega, importante pra horas boas e ruins. Ajuda a pensar com clareza, a se reconhecer no mundo e no outro, a dar valor ao que dizem seu coração e razão. Com amor próprio, somos e sabemos. Uma boa estratégia seria colocar na balança aquilo que nos move, pensando nos "comos" e "por quês". Encontrar, na nossa vida cotidiana, aquilo que só é porque nós também somos. Amor próprio é muito mais que autoestima, é iniciativa para tentar, é o que torna leve o medo e nos faz apenas ir. Vamos porque somos.

A maior vantagem do amor próprio é a garantia de dias felizes. Se não com risos e comemorações, com reflexões e boas conclusões. Pensamos porque somos. Sabe discernir, fazer o bem ao outro como a si mesmo, sabe a hora de parar, de respirar e de voltar atrás. Faz com propriedade o que é melhor, intuitiva ou racionalmente. Quem ama a si, ama o que comunga consigo ao redor.(Nos) Amamos porque somos. 







Quando eu paro pra pensar em quantas pessoas que eu conheço que já sofreram por amor, eu chego a conclusão de que o grande problema delas é a falta de amor próprio. Gostar de si mesmo é a coisa mais importante. Além de evitar muito rímel borrado, o amor próprio te faz amadurecer, a se valorizar e a entender que você se basta e não é inferior a ninguém. Além de ficar mais forte e não se abalar com os olhares “atravessados” que a gente recebe diariamente. É importante entender que antes de querer que alguém te ame, é preciso que você se ame. Mas uma coisa é certa, o amor próprio é o mais difícil de se conquistar, porém depois de conquistado você passa a não aceitar qualquer tipo de sentimento vindo do outro, para de se machucar nos relacionamentos e não tem aquela necessidade louca de ser amado a qualquer custo.

Para quem está em busca da conquista do amor próprio, a minha dica é ir cultivando ele aos pouquinhos e nunca esquecer que se você não se ama em primeiro lugar, não adianta esperar que alguém faça isso por você. Com o tempo você passa a se valorizar mais, e entende que você é uma pessoa completa, e não merece nada, inclusive sentimentos pela metade, e o melhor, não merece ser pela metade. Sabe aquela frase que a gente sempre vê por ai estampada em vários lugares “Mais amor por favor” ? Então, sempre leia ela com um complemento “ Mais amor próprio, por favor”, e passe a praticá-lo. 







Ah, o amor próprio... Sentimento melhor que este não existe. Quando você começa a se amar, tudo na vida tende a melhorar, em todos os aspectos. Começando a se valorizar, você começa a entender e aceitar tudo o que você merece, e não aceita pouco e nem metade de nada e nem ninguém. O amor próprio te faz aceitar os seus defeitos, jamais escondê-los. Faz com que suas qualidades superem todos eles. O amor próprio prepara-te para dar e receber amor alheio. O amor próprio faz com que você passe a enxergar tudo que até então você não via.
 
O amor próprio não vale apenas para as mulheres. Todo ser humano precisa aprender a se colocar em primeiro lugar, não é egoísmo e nem orgulho. Isso não quer dizer que tenha que humilhar as outras pessoas, ou passar por cima delas. Isso quer dizer que você não deve SE humilhar. A maioria dos relacionamentos não dão certo por que as pessoas procuram no parceiro o que não encontram em si. Essa ladainha de encontrar "a metade da sua laranja" ou "alguém que te complete" é o caminho pro sofrimento, frustração e decepção. Você tem que ser completa, e encontrar alguém que te faça entender que você já é feliz sozinha. Você precisa de uma companhia, e não de um complemento. As vantagens são claras, com o amor próprio você jamais vai se satisfazer com pouco, vai sempre querer o melhor das pessoas, vai se esforçar para fazer com que elas te mostrem isso. Coisas pequenas não vão te atingir desde que você tenha consciência do seu valor. Palavras jogadas ao vento por pessoas que não conhecem a você e sua vida, não vão estragar seu dia, sua semana. Nada tão baixo vai atingir a você e ao seu coração.
"More no seu amor próprio, pois é complicado morar de aluguel em corações alheios."


Quanta motivação, não é mesmo?! Rs Se inspire e se ame MUITO. Semana que vem elas voltam falando sobre um novo assunto.

Até lá ;)





Postar um comentário