Página Web



Amar sem pressa


Que me desculpem os radicais que gostam de se entregar logo de cara, que se jogam de cabeça de uma vez só e que vivem rapidamente um amor. Mas eu gosto mesmo é de amar com tempo e me entregar aos pouquinhos. Descobrir, redescobrir, adivinhar, surpreender, respirar e ir com calma.

Tudo o que começa rápido tende a desmoronar facilmente, pois não se constrói base e não se tem força para enfrentar os tremores que vira e mexe dão as caras em uma relação a dois. Amor à primeira vista é balela. No máximo, paixão à primeira vista.

Todos “amores” corridos que já tive, foram, passaram, não existem mais...chegaram como furacões e foram embora mais rápido do que um. Amor construído com calma é melhor, é certo, é seguro, é âncora no porto da vida, lugar de onde já vimos muitas chegadas e partidas.

Dê tempo ao tempo e ao coração. Dê tempo ao processo de conhecimento, dê tempo para ele, dê tempo para ela, dê tempo para você. Pense, repense, descubra, sinta e sorria quando o amor invadir você.

E ah...não se desespere, o amor sem pressa, esse bom de verdade, pode até demorar, mas ele aparece. E você se dá conta que está vivendo ele, já depois de um tempo, pois está tão preocupado em aproveitar o momento, que quando percebe está dando os melhores sorrisos da sua vida. Está se sentindo completo, está se sentindo amado e se sentindo agradecido.

Que graça tem “amor” que chega rápido? Que atropela a ordem do coração? Que não nos deixa respirar, que chega e é avassalador? Nenhuma. Depois de um tempo aprendi que amor de verdade não é aquele que te faz suar frio e é intenso a todo momento. Nada disso, amor de verdade é aquele que te acalma, te completa e te faz sentir em casa nos braços de alguém.

Amor bom é amor sem pressa!




Postar um comentário