Página Web



A Bienal de JF vai deixar saudades!


No domingo (19) foi o ultimo dia da Bienal do Livro de Juiz de Fora, o blog Aham e Daí participou dos seis dias de evento, e hoje vocês vão ficar sabendo de tudo que aconteceu por lá. Foram mais de 150 atividades culturais, 40 horas de contações de histórias, mais de 30 oficinas e muitas apresentações. A primeira Bienal do Livro de Juiz de Fora, permitiu que os visitantes se aproximassem dos autores, folheassem os livros e participassem de atividades culturais exclusivas.


Na quinta-feira eu tive o prazer de conhecer o autor local André Luiz Gama, conversamos um pouco sobre o incentivo das escolas na formação do hábito da leitura, e sobre o preconceito que nossa literatura sofre. Em seguida, conheci a autora Marina Carvalho, ela autografou meu exemplar de "O Amor nos Tempos de Ouro", e foi muito simpática e educada com os leitores. E para encerrar, participei de um bate-papo sobre literatura erótica com a autora Nana Pauvolih, ela contou um pouquinho sobre a sua carreira como escritora e respondeu todas as dúvidas das leitoras que estavam presentes. Mas não foi só isso, a autora deu uma entrevista exclusiva para o blog, e contou várias novidades. Fiquem ligados nas nossas redes sociais, em breve a entrevista vai ser postada. 


A sexta-feira foi marcada pelo encontro com a Thalita Rebouças, ela chegou e contagiou todos que estavam presentes com a sua energia incrível. Durante o bate-papo literário, ela distribuiu muitos abraços e estava sempre sorrindo e muito animada. Ela fez vários snaps com os leitores e autografou seu último lançamento, "Confissões de Uma Garota Excluída, Mal-Amada e (Um Pouco) Dramática". Durante a coletiva de imprensa, a Thalita gravou um vídeo exclusivo para os nossos leitores, já está lá na página. E mais uma vez, fiquem ligados nas nossas redes sociais, em breve vamos ter uma novidade para os nossos leitores, tenho certeza que vocês vão amar. 


No sábado, foi lançamento do livro "Inspiração" da autora Gisele Souza, enquanto ela autografava meus livros, eu aproveitei para perguntar o que ela achava da campanha #DigaNãoAosNacionais que recentemente circulou na internet, ela falou que o preconceito sempre vai existir por termos uma cultura do que vem de fora é melhor, mas isso é uma pena, pois por conta de uma ignorância dos leitores, eles nunca vão ter a oportunidade de conhecer as obras nacionais incríveis que estão por aí. Depois do lançamento, eu representei o blog em uma mesa de debate, falei um pouquinho sobre como o blog pode ser uma ferramenta de divulgação para os novos autores.


No domingo, eu participei de outro bate-papo literário, dessa vez com a autora Carina Rissi, e ela contou uma novidade exclusiva para os leitores presentes. O próximo livro da série "Perdida", vai se chamar "Procurada". A Bienal encerrou às 19:00 horas, mas a Carina nem se importou com o horário, ela autografou todos os livros até às 21:00 horas, deu muita atenção aos leitores e tirou fotos com todos. 


E assim termina a primeira Bienal do Livro de Juiz de Fora, com uma sensação de dever cumprido. E a notícia boa, é que o evento entrou para o calendário oficial das Bienais, em 2018 tem mais, agora só nos resta aguardar ansiosamente pela próxima!

A Bienal deixou saudades! ♥




Postar um comentário