Página Web



Extraordinário - R. J. Palacio

"Você não consegue se esconder quando nasceu para se destacar."

"Extraordinário" foi o primeiro livro publicado da autora R. J. Palacio, o livro conta uma história repleta de amor e esperança.

No livro, vamos conhecer a história do August Auggie, um menino de 10 anos que nasceu com uma deformidade facial genética. Ele já passou por várias cirurgias e complicações médicas, e por isso ele viveu praticamente toda a infância em um hospital e ele nunca conseguiu ir para a escola, mas não era apenas por causa da doença, tem toda uma questão de estética, se ele fosse para uma escola ele poderia sofrer pela sua aparência, com medo do preconceito, seus pais sempre temeram que ele fosse. Aos dez anos, a doença do August está praticamente estável, e a sua mãe faz uma proposta dele ir para a escola. No começo, ele fica bem amedrontado e com receio, mas no final acaba aceitando.

Antes do August começar a estudar, ele tem uma reunião com o diretor da escola, onde ele chama três crianças da futura turma do August para ele se familiarizar um pouco. Enquanto a mãe do August fica conversando com o diretor, as três crianças que se chamam Jack, Charlotte e Julian levam ele para conhecer a escola. Logo de cara, ele já faz amizade com o Jack, eles conversaram e deram muitas risadas juntos, a Charlotte ficou um pouco receosa no começo mas ela foi legal com ele e o Julian fez cara de nojo logo que olhou para August, praticou bullying, foi bem babaca com ele, fazendo umas perguntas indelicadas sobre o porque dele ter aquela aparência. Depois dessa reunião ele volta a ficar relutante sobre ir pra escola, e sua mãe te dá uma opção, ele vai para a escola e se ele não estiver se sentindo bem, ele pode sair a hora que quiser.

 “Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil."

No seu primeiro dia de aula, todas as outras crianças olhavam assustadas e com cara de nojo para August, ele se sente bem deslocado e triste. Na hora do almoço, ele acaba se sentando sozinho e uma menina chamada Summer senta com ele e começa a conversar para ele não se sentir tão diferente. O livro praticamente vai contar como foi o primeiro ano do August na escola e toda a sua rotina. E, digamos, que não foi nada fácil. Ele vai enfrentar muitos problemas, principalmente no começo, que é quando ele mais sofre, e nós leitores sentimos tudo junto com ele.

O livro é narrado pela perspectiva do August e também de seus familiares e amigos, a escrita da autora é bem rica em detalhes, principalmente falando de sentimentos, ela nós faz sentir exatamente o que os personagens sentem. A diagramação do livro está linda, com algumas ilustrações simples, capítulos bem divididos e com títulos para o leitor entender melhor o que está por vir em cada capítulo. A capa é simples mas transmite exatamente o que o livro quer passar.

"Deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais que tudo. Mais do que aquilo que dizemos ou que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós."

É difícil expressar o quanto essa história mexeu comigo. O August é uma criança inocente igual todas as outras, mas que paga pela ignorância de quem está ao seu redor. É bem angustiante ver o quanto as pessoas julgam pelo simples fato do August ter uma aparência incomum. No livro, a gente percebe e entende a importância que é você não levar tudo que se ouve e vê muito a sério, e também a importância de ter uma família e amigos que te aceitam do jeito que você é. Sem dúvidas posso dizer que é uma história linda, repleta de amor e muita esperança, que mostra a luta por aceitação e ao mesmo tempo mostrando que sem compaixão e gentileza, nada é possível.

"Extraordinário" foi publicado no Brasil pela editora Intrínseca.




Postar um comentário